Iguanas: um dos répteis mais procurados como animais de estimação

A personagem deste mês de nossa coluna é a iguana. Com o nome científico: Iguana iguana, é um dos répteis mais procurados como animais de estimação, seu tamanho pode chegar a 2,5m sendo que 2/3 representam a cauda, possuem hábitos semiarborícola, que podem ser facilmente evidenciados pela longa cauda e pelas fortes unhas, sua coloração é ontogenética (a coloração muda com a idade).
Quando jovens a coloração esverdeada tende a ir desaparecendo e quando adultas, adquire a coloração acinzentada. A mudança da coloração entre a fase jovem e adulta está associada ao hábito do animal. Quando jovens são pequenos e vivem sobre as folhas verdes das pontas dos galhos e a sua coloração verde auxilia na camuflagem. Quando o animal cresce seu porte físico o impede de atingir a ponta dos galhos e passa a viver mais sobre os troncos maiores de coloração mais acinzentada. Se mantivesse a coloração verde teria dificuldade em se camuflar dos predadores. A mudança na coloração é decorrente de um processo seletivo que levou milhares de anos para se aperfeiçoar.

 

 

Ao contrário do que se imagina, não são “dóceis” e podem dar “rabadas” e mordidas ao menor movimento. Com o tempo podem ficar condicionadas ao cativeiro e a determinadas pessoas que acaba identificando pelo timbre de voz e pela conformidade visual como um “não agressor”. Seu tímpano visível indica que possui uma ótima audição. A identificação do sexo nos filhotes é difícil, sendo feito com segurança apenas com o auxílio de sexadores.
Na fase adulta os machos apresentam os poros femorais bem mais desenvolvidos do que as fêmeas. As primeiras escamas dorsais (cristas) normalmente são bem mais altas que as posteriores e, quando se levanta a cauda é possível observar após a cloaca, o volume do hemipênis.

Sua alimentação na fase mais jovem é bastante diversificada, formada por 30 a 40% de folhas e vegetais carnudos, de 10 a 30% de frutas e de 1 a 5% de proteína animal. Já na fase adulta são essencialmente herbívoros, alimentam-se basicamente de frutas, legumes, verduras e flores como hibisco, flor-de-bucha, rosas e etc.
A Alimentação é bastante diversificada e rica. Busque orientação veterinária e de pessoas capacitadas para que o animal receba os nutrientes necessários à sua necessidade.
O seu terrário deve ter no mínimo o dobro do comprimento do animal e uma altura considerável. O terrário tropical úmido busca produzir condições próximas das florestas tropicais úmidas.
Importante salientar que a compra do animal deve ser certificada e seguir todos os trâmites legais a fim de evitar o tráfico e os maus-tratos.
Élcio Furlan, 33 anos, é biólogo formado pela UnG. Profissional especializado em pássaros e roedores possui curso de manuseio de animais silvestres em cativeiro pelo Zoológico de Guarulhos, alimentação básica para pássaros e primatas pela Mega Zoo, manutenção e cuidados de aquário pelo Aquário Itaquera. Trabalha no Pet Shop Breeds,, já tendo trabalhado na empresa Animais Atores com adestramento de animais para gravação de comerciais. No facebook, o contato é Biólogo Élcio.

Foto: Biólogo Elcio

 
 
em@il: PETBRAZIL